Bem-vindo à web da Sala-de-Aula Museo Paco Díez
| Portuguêse |
 
     |    Español    |    English    |    Français    |    Portuguêse
 
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 
 
 
   
   
   
 
 
   
   
   
 
La Bazanca - Componentes
     
 

PACO DÍEZ: Voz, violão e percussões.

Faz 25 anos que este multifacetado músico castelhano vem batalhando pela Cultura Tradicional, dedicando-se profissionalmente à difusão do riquíssimo legado musical ibérico desde 1994.
Formado em Filologia Francesa, seu conhecimento da língua e civilização do país vizinho, permitiu-lhe manter excelentes contatos com numerosas formações musicais, assim como com Centros de Cultura Tradicional Franceses.
Os Instrumentos Tradicionais Ibéricos constituem a sua especialidade, difundindo-os como reconhecido conferencista pela Espanha, Europa e América.

LUCHO MEDINA: Voz, cajón, queixada, cajita e outras percussões.

Uma das mais deliciosas vozes da Música latino-americana e percussionista especializado nos instrumentos da cultura afro-peruana como el Cajón, a Cajita, a Queixada de Burro, os quais -entre outros- mostram-se em nosso grupo em perfeita mestiçagem com ritmos ibéricos.
Integra, além disso, o grupo musical “Alturas” há mais de 25 anos.

MANUEL GARCIA REATEGUI: Voz, violão, baixo acústico, sikus e percussão.

Nascido na cidade amazônica de Iquitos (Peru). Estudou violão com Marc Seiffge na Alemanha e harmonia para violão com o conhecido músico peruano Lucho Gonzales. Diretor de “Alturas”, grupo profissional de música afro-peruana e andina.

RAMIRO GONZÁLEZ: Sanfona, alaúde, gaita de fole, voz e percussão.

Começa sua caminhada musical em 1994 como alaudista, ao mesmo tempo em que estuda solfejo e flauta trasversal, começando a formar parte de diversos grupos de música e dança tradicionais. Castelhano de ascendência galega, é um apaixonado da gaita de fole e da sanfona e realizou vários cursos de aperfeiçoamento de ambos instrumentos, convertendo-se em um destacado aluno dos mais prestigiosos intérpretes atuais.

JAIME VIDAL: Voz, acordeão e percussão.

Começa sua educação musical muito cedo, estudando solfejo e piano, convertendo-se com o passar dos anos em um músico intuitivo e dotado de uma grande criatividade, com numerosas composições e arranjos próprios. A partir de 2002 começa a fazer parte de diversas formações de música tradicional empapando-se da riqueza sonora e rítmica castelhana, fundando em 2005 em Valladolid o conjunto de fusão e tradição "Zambaruja". Músico curioso e inovador, assistiu a diversos cursos de instrumentos como a sanfona ou a percussão tradicional.